São Bartolomeu

Viver em São Bartolomeu

Iyna Bort Caruso

Se o principado de Mónaco fosse magicamente transportado do Mediterrâneo para as Caraíbas, podia parecer algo como São Bartolomeu.

São Bartolomeu é o reduto das celebridades, uma capital de moda e cultura em miniatura com um ar fortemente europeu. A apenas 10 minutos de voo do aeroporto Juliana de São Martinho, esta ilha das Antilhas Ocidentais francesas é famosa pelo seu estilo de vida exclusivo de casas de luxo e iates gigantes, e as suas praias imaculadas e jardins tropicais exuberantes.

Diz-se que Cristóvão Colombo foi o primeiro europeu a “descobrir” a ilha em 1493. Ele deu à ilha o nome do seu irmão, Bartolomeu. Avancemos algumas centenas de anos para meados do século 20 quando famílias como os Rockefeller e Rothchild compraram terrenos, construíram retiros de luxo e geraram uma transformação jet-set.

Ainda assim, continua a não ser um destino de resorts gigantescos, nem sequer aviões jumbo. A paisagem montanhosa desta ilha volcânica trata disso. A pequena pista de aterragem é apenas o suficiente para acomodar aviões de porte pequeno, o que permite que São Bartolomeu retenha o seu ar de exclusividade.

Há 22 praias públicas em São Bartolomeu, com condições para todos os tipos de disposições – tranquilas e sem multidões; amigas das crianças; perfeitas para surfistas e mergulhadores; banhadas por águas cintilantes e calmas.

Esta ilha de 21 quilómetros quadrados está salpicada de casas extraordinárias, desde apartamentos elegantes empoleirados acima do porto, na capital de Gustavia, a esconderijos privados nos montes de Lurin e Gouverneur.

As habitações incluem casas em estilos clássicos do sul dos EUA, com generosos espaços ao ar livre, enclaves residenciais em estilos coloniais, mansões modernas e casas que homenageiam as tradições arquitectónicas das Índias Ocidentais.

Norte-americanos e europeus dominam o mercado de segundas habitações. O mercado de imóveis de alto valor tem-se mantido estável, devido à construção limitada e escassez no inventário de casas. O intervalo de variação de preços é grande, com preços a começarem em cerca de 1 milhão de Euros e subindo até 50 milhões de Euros.